Skip to content

Verdades sobre o namoro

29 de abril de 2009

maosdadasQUALIDADE DE UM NAMORADO(A)
• Ser do mesmo jugo.
• Os dois precisam ter o Espírito em comum, as mesmas regras. Quando o namoro acontece entre uma pessoa crente e uma descrente as prioridades são diferentes. Além disso, as pessoas que ainda não tem Jesus Cristo como salvador não têm defesa alguma contra as obras da carne. Elas estão completamente expostas. Já as pessoas que pertencem a Jesus têm o Espírito Santo que produz nelas o fruto do Espírito. As obras da carne são completamente opostas ao fruto do Espírito.
• Dedicado aos estudos.
• Respeitador (Pai, Mãe, Autoridades).
• Perdoar e pedir perdão.
• Fiel.
• Já fez um propósito de se manter puro sexualmente.
• Buscar a semelhança de Cristo.
• Solteiro.
• Sabe proteger o seu tempo. Separar tempo para a família, estudos, ministérios, etc.
• Cuidado se o seu namoro começa em um dia e no dia seguinte seu namorado já toma café, almoça e janta contigo.
• Saber o que é amor. Essa característica do namorado(a) nos leva a outra essência de um namoro.

O AMOR
4 mitos sobre o amor:
1.Amor é um sentimento!
Verdade: O amor é uma decisão, não um sentimento instável! Efésios 5
2.Amor é um relacionamento físico!
Verdade: Relacionamento físico é resultado de um amor exclusivo e único para uma só pessoa.
3.Amor acontece à primeira vista!
Verdade: Você só pode amar quem você conhece profundamente. À primeira vista você só vê o exterior. Deus vê e quer que você veja o interior.
4.Amor é romance sem fim!
Verdade: Amor tem seus momentos românticos. Romance é coisa que se aprende.

SINAIS DE ALERTA
• Quando prejudica o seu relacionamento com Deus.
• Brigar, Volta, Briga, Volta….
• Defeitos insuportáveis.
• Pressão sexual.
• Pressão para mudar como você é.
• Ciúmes.

Quando alguma dessas coisas começarem a acontecer, mude seu foco para Deus.

ERREI, ESTOU EM PECADO, E AGORA?
• Você precisa se arrepender e voltar a obedecer a Deus!
• Termine relacionamentos destrutivos já!

COMO CONTROLAR O SEU NAMORO?
Estabeleça os limites antes. Veja essa escala de intimidade física e avalie sua situação atual:
Abraçar e dar as mãos.
Abraçar-se e acariciar-se gentilmente.
Beijar no rosto.
Beijar os lábios.
• Planeje os encontros.
• Vá sempre a lugares públicos e prefira sair em grupos.
• Terminou o encontro, vá para casa!
• Ore toda vez que sair!
• Faça um pacto com seus olhos!
• Não desrespeite o seu namorado(a).
• Examine sua roupa!
• Proteja o seu coração e mente!
• Muita PALAVRA DE DEUS na sua vida e na sua mente!
• Decida não se associar com pessoas imorais.
• Proponha no seu coração que ficará puro até casar!

Regras do Adolescente Evangélico

27 de abril de 2009

orando

Quando em dúvida acerca de algo, dirija-se ao seu quarto e dobre seus joelhos.

1. Jamais despreze a oração diária. E, quando orar, lembre que Deus está presente ali, ouvindo suas orações (Hebreus 11.6);

2. Jamais menospreze a leitura diária das Escrituras. E, quando ler, lembre que Deus está falando a você; portanto, precisa crer e agir de acordo com o que Ele diz. Acredito que toda apostasia começa em se negligenciar estas duas regras (João 5.39);

3. Jamais passe um dia sem fazer algo para Jesus. Todas as noites, medite sobre aquilo que Ele fez por você e pergunte a si mesmo: “O que estou fazendo por Ele?” (Mateus 5.13-16);

4. Se você está em dúvida acerca de algo ser correto ou errado, dirija-se ao seu quarto, dobre seus joelhos e peça a bênção de Deus sobre aquilo (Colossenses 3.17). Se você não puder fazê-lo, aquilo é algo errado (Romanos 14.23);

5. Jamais copie seu cristianismo de outros cristãos ou argumente que tal pessoa faz isto ou aquilo e, por conseguinte, você também pode fazê-lo (2 Coríntios 10.12). Pergunte a si mesmo: “Como o Senhor Jesus agiria em meu lugar?” e esforce-se para segui-Lo (João 10.27);

6. Jamais creia naquilo que você sente, se contradiz a Palavra de Deus. Pergunte a si mesmo: “O que eu sinto é verdadeiro, sendo confirmado pela Palavra de Deus?” Se ambos não podem ser verdadeiros, creia em Deus e acredite que seu coração está mentindo (Romanos 3.4; 1 João 5.10-11).

A Adolescência

27 de abril de 2009

 adolescente                                             

A adolescência é o período entre a infância e a idade adulta, caracterizada por alterações no desenvolvimento biológico, psicológico e social. Biologicamente o início é sinalizado pela aceleração rápida do crescimento do esqueleto e pelo início do desenvolvimento sexual; psicologicamente, o início da adolescência é sinalizado por uma aceleração do crescimento cognitivo e da formação de personalidade; socialmente, este é um período de preparação intensificada para o futuro papel de um jovem adulto. O início e a duração da adolescência são variáveis.

É útil fazer a distinção entre puberdade, que é um processo físico de mudança, caracterizado pelo desenvolvimento das características sexuais secundárias, e a adolescência, que é um processo de mudanças psicológicas. Sob circunstâncias ideais, os processos são sincronizados.O final da adolescência ocorre quando o adolescente recebe plenas prerrogativas de adulto.A adolescência geralmente é dividida em três períodos: 

1- Pré-adolescência ( 11 aos 14 anos )O marco principal da pré-adolescência é o aparecimento da puberdade. As características incluem o desenvolvimento dos seios, alargamento nos quadris nas mulheres e avanço na altura, e crescimento de pêlos faciais e mudança no tom de voz, nos homens. 

2- Adolescência intermediária ( 14 aos 17 anos )Dois importantes eventos biológicos ocorrem, durante este período,os meninos finalmente alcançam e ultrapassam a altura e peso das meninas; a menarca (início da menstruação) já ocorreu na maioria das meninas. Conseqüentemente, os temas de sexualidade, imagem corporal, gravidez, popularidade e identidade estão entre as múltiplas preocupações, freqüentemente opressivas aos adolescentes, durante este estágio. 

3- Adolescência tardia (17 aos 20 anos)Este período dura por cerca de três a quatro anos e termina quando os relacionamento do adulto jovem são estabelecidos. É uma fase de fortes sentimentos e emoções, com intensos relacionamentos de oposição. Duas importantes tarefas durante este período são: Transformar-se, de uma pessoa dependente, em uma pessoa independente e estabelecer uma identidade. Ambas as tarefas são assumidas durante a adolescência, mas estendem-se até a idade adulta e devem ser retrabalhadas ao largo de todo o ciclo vital.

Controle-se

27 de abril de 2009

1318987

A juventude tende a atender aos impulsos de maneira impensada, mas é preciso se controlar… 

O mundo tem ofertas mil para oferecer aos jovens e aos velhos, porém o público jovem é o mais focado. Boates, barzinhos, festinhas, turmas, grupos, “galerinhas”, amigos, amigas, rolos, ficantes e por aí vai. Infelizmente, muitos têm cedido aos desígnios errôneos do coração.

A grande maioria dos “influenciáveis” pelas armadilhas que o diabo tem plantado no mundo são os jovens e adolescentes  que estão achando praticamente tudo normal e ainda encontram na Bíblia, possíveis explicações para seus erros e suas escolhas. 

Alguns jovens e adolescentes estão nas igrejas levando vidas superficiais e, muitas vezes, vazias repletas de falsos significados. Estão deixando os desígnios mundanos invadir suas vidas e suas mentes dia após dia e, infelizmente, muitas vezes não são alertados disso.  O que está acontecendo? Realmente, não sei. Mas sei que isso não é o melhor caminho a ser seguido, pois Jesus é o único caminho. E se Jesus não tem sido o centro, o alvo principal, você, com certeza, não está indo pelo caminho correto.  

A Palavra de Deus nos alerta no livro de Provérbios: A sabedoria do prudente é entender o seu caminho…. (Provérbios 14.8). Os sinais estão muito claros e a volta de Jesus é iminente.

É bom se lembrar que ele não fará avisos da sua volta, nem dará tempo de você repensar seu caminho enquanto ele estiver descendo dos céus para buscar seus filhos. Ore e entenda que o que Deus quer para você é o que há de melhor.
Pense nisso e seja prudente!

Acabe com panelinhas

27 de abril de 2009

11799974561v9x3o

Todos nós temos amigos mais chegados, com os quais temos mais liberdade para falar sobre determinados assuntos e nos sentimos mais à vontade para nos relacionarmos. Mas isso não nos impede de conhecer pessoas e fazer novas amizades. 

Nas igrejas, é comum ver as famosas “panelinhas” – um grupo de pessoas que se fecham no mundo delas e não aceitam que ninguém de fora ou de interesse entre. Essas “panelinhas” são prejudiciais aos relacionamentos e existem em todos os segmentos, onde quer que existam pessoas. Acabar com elas e transformá-las em mesas de banquete é um constante desafio para pastores e líderes. Esses grupos fechados de pessoas fazem suas acepções preconceituosas de raça, status social e financeiro. Muitas têm suas próprias regras de lealdade, isto é, se um membro da “panela” dá um vacilo, ele pode ser banido ou ignorado pelo restante do grupo. O que antes era tido como “amizade” acaba virando inimizade. Outras impõem vestuário próprio e só aceitam aqueles que se vestem da mesma maneira. Há ministério que deveria se chamar “panistério”, porque “quem não é do mesmo ministério” (ou da mesma panelinha) não é bem recebido na turma. 

É triste, mas é uma realidade dentro das igrejas e que precisa ser banida urgentemente. Cumprimentar os outros, não custa nada. Sorri ou apertar a mão de alguém que você ainda não conhece, também não prejudica a ninguém, aliás, isso só faz bem para ambos. 

Este tipo de comportamento “panelístico” (permita-me criar, aqui, esse neologismo cômico) é nocivo a qualquer comunidade, principalmente porque é totalmente contrário àquilo que Jesus nos ensinou sobre a importância da unidade entre os irmãos. Não foi à toa que Ele disse: “Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei a vós, que também vós uns aos outros vos ameis.” (João 13:34.) Deus é Deus de relacionamento. Ele não nos criou para nos relacionarmos com apenas um grupo de pessoas, e muito menos quando este grupo exclui, segrega, menospreza ou afasta as pessoas. O Senhor não deseja que nos fechemos num grupo em que ninguém mais entra. Ao contrário, devemos sempre nos aproximar das pessoas, abrindo nosso “leque” de amizades para trocarmos experiências e crescermos mutuamente, conforme Paulo exorta em sua carta aos romanos: “Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros.” ( v.10). 

Fica este toque para você, jovem! Que nos seus círculos de amizades sempre possa haver espaço para mais um amigo entrar. Lembre-se: aquele que conhece a Palavra de Deus é modelo para os outros e tem um diferencial no seu comportamento: é amigo, é companheiro e incentiva novas amizades. Uma pessoa que age assim afasta as “panelinhas”, impedindo-as de proliferar e contaminar os relacionamentos dentro da igreja. “Panelas, tô fora!”
Se você faz parte de uma “panelinha” e percebe a grande importância de quebrar as barreiras para novos integrantes no seu grupo, faça esta proposta para o seu grupo e os incentive a praticar o amor de Jesus. Na maioria dos casos, eles não admitirão ser uma “panelinha” e tentarão convencê-lo de que está errado. Mas mantenha uma personalidade cristã forte e não ceda a pressões e “caras feias”. Faça o que Jesus faria se estivesse no seu lugar.

Sonhos de um jovem

27 de abril de 2009

1052546

Nunca desisti dos meus sonhos, nunca pensei em olhar atrás, nunca reclamei dos meus erros. Penso que tudo que aconteceu até aqui foi muito bom, muito legal, mas, sei que tem mais.  O melhor de Deus ainda está por vir, quero aprender a ver o melhor das pessoas e se possível deixar de ver seus erros. Sei que deixar de ver seus erros parece loucura, pois todos erram, mas preciso olhar mais para as coisas boas das pessoas, quero aprender a ouvi-las mais e quero poder dar esperança para aquelas que nunca puderam um dia sequer sonhar. Quero ser um transformador de sonhos apesar de saber que é Deus quem nos dá os sonhos e é ele que os realiza. Eu quero ser um instrumento que seja capaz de levar as pessoas aos sonhos de Deus. Sonhar não custa nada, realizá-los, basta crer. Quero levar essa mensagem a muitos jovens do meu país, quero mostrá-los que tudo que precisam é crer que Deus é poderoso para realizar cada sonho que está em seus corações. Sonho com jovens vivendo a plenitude do amor de Deus amando a igreja local, amando servir ao Senhor, jovens com personalidade que não trocam o seu chamado por qualquer prato de lentilha. Sonho com jovens que sabem o que querem e sabem quem são, sonho com jovens vibrantes que louvam e exaltam a Deus pela nova vida que agora vivem. Sonho com jovens bem sucedidos, que sabem plantar, que sonham, que vivem para realizar esses sonhos, jovens alegres que amam a vida e que amam viver.    Sonho com jovens amigos, jovens irmãos, jovens pastores, lideres, jovens casados, jovens felizes no amor, jovens que superam toda a dor,jovens transformadores de nações,que arrastam multidões,que sonharam comigo,sonho com jovens que serão meus amigos, sonho com jovens…, preciso acordar logo para mover esse mundo! Preciso acordar logo para viver isso tudo!!!

Você pode ajudar!

27 de abril de 2009

voluntarios

Existem boas oportunidades de se tornar um agente colaborador para o desenvolvimento da sociedade. São diversas as maneiras de contribuir para modificar o mundo de forma positiva, basta boa vontade e algumas horas de dedicação.
Pode-se dizer que antigamente a definição para a palavra “voluntário” era de uma pessoa solidária, generosa, que praticava um gesto de abnegação. Essa definição se mantém, no entanto, hoje, vamos além. O voluntário precisa saber o que esse ato produz, por que e como produz, tanto para ele como para os beneficiados por sua consciência, doação de tempo, talento e vontade. Ao mesmo tempo em que colabora para o bem-estar da sociedade, o voluntário conhece outras realidades, faz novas amizades, aprende coisas novas.

Seja um voluntário e envolva-se, envolva sua  igreja, empresa e, ou, seu bairro em ajudar as pessoas. Se você não sabe como fazê-lo, informe-se, porque muitos precisam de sua ajuda. E você pode fazer isso de diversas maneiras. O voluntariado também é uma forma de amar! É ajudar a quem está em situação mais difícil. Atos como esse tornam a sociedade mais unida e fazem de cada um de nós um ser humano melhor. Todas as pessoas possuem capacidades, habilidades e dons e podem ser voluntárias.

Para quem deseja se tornar um voluntário, mas não sabe como ou onde procurar, existem ações voluntárias nas igrejas, nas associações de bairro, em programas desenvolvidos por empresas,  ou instituições com programas para pessoas portadoras de necessidades especiais. Existem ainda associações de ajuda a crianças carentes, instituições que possuem programas para a melhoria da educação, grupos ou organizações de preservação do meio ambiente, de luta contra a violência, de movimentos contra a pobreza e programas promovidos por órgãos governamentais nos níveis federal, estadual e municipal.
Esses são alguns exemplos, mas existem ainda inúmeras outras opções. Procure um local que você se identifique e ajude ao seu próximo.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 31 outros seguidores